Depois de nove meses de espera, nada como ter o filho ou a filha nos braços e tirar muitas, muitas fotos para acompanhar todos os seus primeiros passos e eventos no mundo. O batizado, é claro, não pode ficar de fora, afinal ele é a primeira apresentação oficial da criança em público, uma ocasião de fé e espiritualidade muito especial – um rito de passagem. Como tal, merece toda a atenção dos fotógrafos, mas também das mamães que não devem deixar passar alguns detalhes. Por isso, algumas dicas são essenciais para que tudo saia ainda melhor do que o esperado.

Fotógrafo profissional – e experiente em batizados

A primeira delas é contratar um fotógrafo profissional, claro, mas não qualquer um: ele deve ter experiência em fotografar batizados, porque, por mais básico que pareça, ele não pode, de forma alguma, atrapalhar a cerimônia. Por isso, esqueça aqueles curiosos que com tanta presteza oferecem seus serviços e faça questão de ver o portfólio do profissional – não só para ter certeza que ele tem a experiência necessária mas também para ver se gosta do seu estilo de trabalho.

A missão é difícil, não se engane

Não pense que será fácil para o fotógrafo entregar o melhor material porque não será – a missão é difícil, não se engane. Um dos motivos é bastante simples: cada religião tem um ritual de batismo diferente, o que pode deixar o profissional um pouco perdido. Por isso, na hora da contratação, especifique como será a cerimônia e, se possível, entregue um roteirinho para que ele possa estudar com antecedência e se programar em relação às etapas do ritual. Explique também as particularidades da religião: se homens e mulheres sentam em lados diferentes, se é permitido se aproximar do altar ou se só será possível fazer fotos ao final da cerimônia, por exemplo.

Fotos devem refletir a essência da família

Apesar de social, o evento é íntimo para os familiares, afinal será um dos primeiros grandes registros fotográficos do seu pimpolho e ele deve seguir o perfil da família, ressaltando sua personalidade. A criança acabou de nascer, é verdade, mas vocês, os pais, têm toda uma história de amor que é o contexto daquele nascimento, e que já têm uma marca formada.

Descobrir essa essência é um trabalho muito gostoso e revelador, que pode ser feito através do Branding de Eventos e servirá para guiar várias outras ocasiões e eventos também, imprimindo um DNA que causará um impacto emocional inesquecível. Do Branding nasce um estudo que guiará os passos do fotógrafo em relação a ângulos, cores, texturas e todos os elementos para que o trabalho fotográfico seja único e muito especial.

Na dúvida, pergunte ao sacerdote

Provavelmente haverá algumas questões que você não saberá responder, mas que devem ser pensadas com antecedência para que nenhuma gafe seja cometida nem o fotógrafo seja chamado a atenção – situações desagradáveis perfeitamente evitáveis. Por exemplo, será permitido o disparo de flashes durante a cerimônia ou no interior do templo? Converse com o fotógrafo e procurem levantar a maior quantidade de dúvidas possíveis, anote tudo e pergunte ao sacerdote que fizer a celebração.

Não esqueça das preferências pessoais

Elas também devem ser levadas em consideração, claro. Há alguém que você não queira que seja fotografado ou que deseja uma atenção especial? Combine uma forma de marcar essa pessoa para que o fotógrafo saiba, sem que ela perceba, claro. Você gostaria de fotos da assistência, dos demais casais que estão à espera, no caso de batizados coletivos?

Avise também sobre a personalidade de alguns convidados, como a do padrinho que quer aparecer em todas as fotos ou da prima papagaio-de-pirata. E na hora fique de olho para, gentilmente, evitar situações constrangedoras. Não esqueça de perguntar, também, as preferências dos fotógrafos. Alguns pedem que os familiares não tirem fotos, por exemplo, porque o flash pode atrapalhar as fotos oficiais – sem falar que elas ficam feias com um monte de gente apontando o celular para o altar, concorda?

Dessa forma você terá um ensaio fotográfico lindo e personalizado, da forma como vocês merecem.